Veja se você tem dinheiro esquecido no Registrato 2023

Você já parou para pensar que pode ter dinheiro esquecido em algum lugar e nem sabe disso? Pois é, isso pode acontecer mais vezes do que imaginamos.

E é por isso que hoje trazemos uma novidade para você: o Registrato 2023. Se você nunca ouviu falar nesse termo, é melhor ficar atento, pois pode estar deixando dinheiro na mesa!

O Registrato é um sistema criado pelo Banco Central do Brasil que tem como objetivo armazenar informações sobre contas bancárias inativas. E o que isso significa?

Significa que se você já teve uma conta bancária e esqueceu de movimentá-la, ou deixou algum dinheiro lá e não se lembra mais, é possível que ele esteja registrado no Registrato e você nem saiba.

E a boa notícia é que agora é possível descobrir se você tem algum dinheiro esquecido por aí. Quer saber como? Então continue lendo e descubra como o Registrato 2023 pode ser útil para você.

O que é Registrato?

O Registrato é uma ferramenta que ajuda muitas pessoas a descobrirem se têm dinheiro esquecido em contas inativas ou inutilizadas.

registrato
Foto:(Reprodução/Internet)

Ela funciona como um banco de dados que reúne informações sobre contas bancárias, investimentos e outras aplicações financeiras que não tiveram movimentação por um determinado período de tempo.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o Registrato não é um serviço oferecido pelas instituições financeiras, mas sim pelo Banco Central do Brasil, que é o órgão regulador do sistema financeiro nacional.

Se você está se perguntando como o Registrato pode ser útil, imagine que você tenha mudado de banco e esqueceu de transferir o dinheiro de uma conta inativa.

Você pode não ter recebido o dinheiro do seguro de vida ou fundo de investimento se os seus dados estavam desatualizados. Atualize-os para receber o valor devido.

Nestes casos, o dinheiro fica parado nas contas e pode acabar sendo esquecido. É aí que entra o Registrato, que permite que as pessoas consultem e saibam se têm direito a algum dinheiro esquecido.

Mas por que as instituições financeiras não entram em contato com os seus clientes para informar sobre esses valores?

Isso acontece porque a lei brasileira prevê que, caso a instituição financeira não consiga localizar o titular da conta ou o beneficiário, o dinheiro deve ser transferido para uma conta da União.

Você pode gostar: PIS/PASEP – Calendário e saque liberado.

Por isso, é importante que as pessoas consultem o Registrato para verificar se têm direito ao dinheiro esquecido e evitem que ele vá para o governo.

Como saber se meu nome está no Registrato?

Agora, para saber se o seu nome está registrado no sistema, você precisa entrar em contato com as instituições financeiras com as quais você tem relacionamento.

Elas são as responsáveis por enviar as informações ao Registrato, então é por meio delas que você pode saber se seus dados estão registrados no banco de dados.

Uma opção é entrar em contato com seu banco por telefone ou ir até uma agência. Solicite informações sobre a existência de seus dados no Registrato.

As pessoas podem solicitar informações gratuitas das instituições financeiras e elas devem fornecê-las em até 10 dias úteis.

Outra forma de verificar é através do site do Registrato, que é mantido pela Boa Vista SCPC, uma das empresas responsáveis pelo gerenciamento do sistema.

No site, é possível fazer uma consulta gratuita para saber se há informações registradas em seu nome. Para isso, é necessário informar o CPF e alguns dados pessoais.

Se houver informações registradas, será possível ver um relatório completo com as informações disponíveis.

Vale lembrar que é importante manter seus dados atualizados junto às instituições financeiras. Isso garante que as informações registradas sejam corretas e atualizadas.

Por fim, é possível solicitar uma consulta ao próprio Banco Central do Brasil. Para isso, é necessário preencher um formulário de autorização e enviar para o Banco Central junto com uma cópia do RG e CPF.

Como consultar o Registrato?

Para saber se há algum valor depositado em seu nome, é necessário fazer uma consulta ao Registrato. O primeiro passo é entrar em contato com a instituição financeira onde você possui ou possuía conta.

Essa instituição irá fornecer as informações necessárias para que você possa realizar a consulta, que pode ser feita tanto pela internet quanto pessoalmente.

Caso a consulta aponte a existência de valores em seu nome, você poderá solicitar o resgate do montante. Em alguns casos, o resgate pode estar sujeito a algumas taxas ou cobranças por parte da instituição financeira.

Contudo, saiba que processo de consulta e resgate do Registrato pode ser diferente em cada instituição financeira.

Por isso, é recomendável entrar em contato com a sua instituição para obter informações mais precisas e detalhadas sobre o processo.

Como retirar o nome do Registrato?

A presença do seu nome no Registrato pode afetar sua capacidade de obter crédito ou empréstimos, já que as instituições financeiras utilizam essas informações para avaliar o risco de conceder crédito a uma pessoa ou empresa.

Para retirar o nome do Registrato, é necessário entrar em contato com a instituição financeira responsável pela inclusão das informações no sistema.

Isso pode ser feito através de uma carta formal ou por telefone, explicando a situação e solicitando a remoção do nome.

É importante fornecer todas as informações relevantes, como o número da conta ou contrato, para que a instituição possa localizar os registros corretos.

Outra opção é entrar em contato com o Registrato diretamente. O Registrato é uma empresa terceirizada que lida com as informações enviadas pelas instituições financeiras.

Ao entrar em contato com o Registrato, é possível obter informações sobre as instituições que incluíram os registros no sistema e solicitar a remoção do nome.

Contudo, o Registrato não pode remover informações diretamente, mas pode fornecer as informações necessárias para que a instituição responsável possa fazê-lo.

Também é possível recorrer aos órgãos de defesa do consumidor, como o Procon, em casos de inclusão indevida de informações no Registrato.

O consumidor pode contar com a ajuda do Procon para mediar a situação com a instituição financeira com o banco.

Em casos mais graves, como inclusão indevida de informações no Registrato por parte de instituições financeiras fraudulentas, é importante buscar o auxílio de um advogado especializado.

Nataly Chaves

CEO, responsável direto pela manutenção, otimização, configuração e do SEO de todos os sites pertencente a mim. Além de ser colunista, editor e programador dos mesmos. Especialista em marketing digital. Sou dona de alguns canais no youtube entre outras redes sociais com milhares de seguidores.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Carregando